Ligue: (11) 3111-2041

Faculdade Paulista de Serviço Social

12/12/2016

Coaching e o Serviço Social

Coaching é um importante instrumento que auxilia na formação de pessoas, proporcionando uma versão mais aprimorada do indivíduo, seja em questões de alinhamento profissional ou para o processo de tomada de decisões, podendo também ser aplicado nos mais diversos aspectos de nossa vida particular. O Coaching trabalha crenças e mudanças de hábitos, onde aprender não se prende ao conhecimento e sim a reflexão e experiências.

Dentre todos os benefícios, ele proporciona, através de suas técnicas de questionamento e a reflexão, diversas interações entre as habilidades, capacidades, recursos das mais diversas áreas de uma pessoa, focando em planejamento e objetivos.

Sendo assim, o desenvolvimento desta abordagem cientifica auxilia efetivamente o profissional na área de Serviço Social, tendo em vista que foca a garantia dos direitos humanos e a afirmação do desenvolvimento regional includente e sustentável, desta forma as ferramentas utilizadas no processo de Coaching proporcionam melhores resultados nos atendimentos, na gestão de equipes e em seus resultados como um todo, mesmo que eles envolvam naturezas e ambientes distintos. E a partir desta ideia, iremos compartilhar algumas diretrizes desta metodologia, auxiliando ainda mais os profissionais desta importante área:

 

1) Atendimento Efetivo:

As pessoas possuem diferentes estilos de comunicação e motivação e para tanto precisamos conhecê-los para que possamos nos adaptar frente a toda esta diversidade. Precisamos tomar consciência das diversas realidades, crenças e valores, estabelecendo assim uma comunicação de qualidade e consequentemente um atendimento efetivo.

 

2) Escuta Ativa:

Por se tratar de uma área que muitas vezes trata de questões que deixam o indivíduo fragilizado, é necessária uma escuta ativa e nesse caso ouvir significa estar atento aos sinais de uma pessoa, como por exemplo postura, expressão facial e entonação de voz. Os gestos e expressões são formas verdadeiras de expressão de sentimentos, ideias e até mesmo solicitações.

 

3) Ambiente Participativo - Empatia:

Desenvolver um ambiente participativo, significa criar empatia entre os participantes de uma atividade profissional, desta forma, todos se sentem integralizados, facilitando o entendimento e esclarecimento de possíveis duvidas e questionamentos. É preciso que o indivíduo se sinta acolhido e confortável no ambiente que está recebendo atendimento. Lembre-se, quando se estabelece empatia se estabelece comprometimento.

 

4) Foco na positividade e pontos fortes:

O Assistente Social deve auxiliar as pessoas, durante o atendimento, a enfrentarem os seus desafios de forma construtiva, participativa, consciente e autônoma, de acordo com as orientações que lhe forem apresentadas. Precisamos entender que a eficiência do atendimento é resultado da tomada de consciência do indivíduo, do seu papel na sociedade, dos seus deveres e diretos, bem como a busca emancipatória. Consequentemente buscando motivação e satisfação do ser humano.

 

5) Construção da Confiança:

A partir de um relacionamento profissional pautado no código de ética, no projeto ético político profissional, no entendimento e comprometimento profissional se constroe uma atmosfera de confiança e transparência, que são os elementos essências na condução das atividades de uma Assistente Social de sucesso.

 

Autores: Roberto de Paula Lico Júnior e Shuellen Batista

Fonte: Portal Administradores.com

Calendário acadêmico

20/11/2018

Dia da Consciência Negra

Dia da Consciência Negra

21/11/2018

Recebimento das Atividades Complementares

Horário: das 18h às 19h

03/12/2018

3 a 7 - Avaliação semestral

3 a 7 - Avaliação semestral

03/12/2018

3 a 7 - Solicitação de Avaliação Substitutiva

3 a 7 - Solicitação de Avaliação Substitutiva

[+]   Ver calendário completo