Ligue: (11) 3111-2041

Faculdade Paulista de Serviço Social

20/12/2016

São Paulo inaugura espaço de acolhimento à mulher vítima de violência

A Secretaria de Políticas para as Mulheres da prefeitura de São Paulo inaugurou no dia 9 de dezembro, na zona norte da capital, a Casa da Mulher Paulistana Rosangela Rigo, para o acolhimento 24 horas de mulheres em situação de violência doméstica, familiar e de gênero. Em entrevista à Rádio Brasil Atual na manhã de hoje (7), a secretária Denise Motta Dau diz que a Casa Rosangela Rigo vai servir como um espaço intermediário entre os Centros de Referência da Mulher – que prestam atendimento psicossocial e jurídico cotidiano – e as casas-abrigo de longa permanência para mulheres que tem a vida em risco.

A Casa da Mulher Paulistana, que homenageia a militante feminista e gestora de políticas Rosangela Rigo, morta em 2015 em acidente de carro, vai garantir o abrigo de mulheres em situação de violência por um período de 15 dias, renováveis por mais 15. A casa, localizada na rua Castro Maia, 251, no Jardim São Paulo, zona norte, também vai oferecer alojamento para menores de 18 anos que acompanham as mães vítimas.

Durante esse período, a mulher receberá atendimento psicológico e social e será encaminhada para orientação e atendimento jurídico. Na casa, serão realizadas também atividades diárias a partir da perspectiva de gênero, como rodas de conversa, palestras e grupos reflexivos com as mulheres acolhidas. Para as crianças e adolescentes, haverá atividades lúdicas, pedagógicas e recreativas diárias.

"Quando a mulher (agredida) retorna para o convívio com o agressor, pode passar a correr risco de morte", relata a secretária. Denise conta que a casa vai servir para o atendimento emergencial daquela mulher que aguarda decisão judicial referente à medida protetiva, ou a espera de contato de parentes que possam garantir-lhe abrigo.

A prefeitura paulista mantém mais onze locais especializados no atendimento a mulheres em situação de violência, com cinco Centros de Referência da Mulher, cinco Centros de Cidadania da Mulher e uma Casa Abrigo (de endereço sigiloso).

Mais recentemente, em dia 26 de novembro, foi lançada a pedra fundamental da Casa da Mulher Paulistana da zona sul, na Vila Clementino.

Fonte: Rede Brasil Atual

Conheça nosso curso de pós-graduação em PREVENÇÃO E PROTEÇÃO À CRIANÇAS E ADOLESCENTES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Calendário acadêmico

20/11/2018

Dia da Consciência Negra

Dia da Consciência Negra

21/11/2018

Recebimento das Atividades Complementares

Horário: das 18h às 19h

03/12/2018

3 a 7 - Avaliação semestral

3 a 7 - Avaliação semestral

03/12/2018

3 a 7 - Solicitação de Avaliação Substitutiva

3 a 7 - Solicitação de Avaliação Substitutiva

[+]   Ver calendário completo